Ex-prefeito não comparece para depor em investigação da Câmara de Alpinópolis

julio_batatinha_alpinópolis

O ex-prefeito Júlio Cesar Bueno da Silva, o Júlio Batatinha (PTB), não compareceu a um depoimento para o qual foi convocado, marcado para a tarde desta terça-feira (28), quando seria interrogado pelos componentes da Comissão Especial de Inquérito (CEI) que investiga supostas irregularidades na execução da obra de esgotamento sanitário realizada no município entre 2012 e 2016. A investigação se estende ainda a uma análise sobre a legalidade do processo que permitiu a assinatura do convênio entre a Prefeitura Municipal e o Estado de Minas Gerais, que posteriormente permitiu a cessão dos serviços de esgoto à COPASA, o que culminou em um aumento de 90% na conta do contribuinte local.

Na anterior terça-feira (21) o interrogado foi o também ex-prefeito Edson Luiz Rezende Reis, o Edinho do Osvaldo (DEM). O depoimento de Edinho durou cerca de duas horas e meia, tendo ele respondido cerca de 30 perguntas feitas pelo relator Rafael Freire (PTdoB), o presidente Mauro da Ração (PR) e o membro Guilherme Lima (PSD). Antes dele foi também convocado para depor o presidente do Psol de Alpinópolis, Donizete Mendonça, que foi o responsável pela formalização da denúncia junto ao Legislativo, contendo um amplo relatório detalhando a situação do complexo de esgoto e a forma como vem sendo administrado, documento este que foi uma das motivações da instalação da CEI.

O relatório apresentado por Mendonça contém imagens que indicam supostos problemas com a obra, como por exemplo, algumas estações elevatórias sem funcionando, a existência de esgoto correndo a céu aberto e sendo despejado sem tratamento no Ribeirão Conquista, entre outros. Diante disso os vereadores oposicionistas José Acácio Vilela (PSDB), Sandra do Joaquim Itamar (PSDB) e Sandra do Nequinha (PMDB) entraram com o requerimento para a abertura da CEI, sendo a mesma devidamente instalada.

Júlio Batatinha justificou sua ausência dizendo que, por ser serventuário da Justiça, não poderia comparecer à reunião, marcada para as 16h, já que estaria em horário de serviço. Ele ainda esclareceu que depende de autorização de seu superior imediato, a quem a convocação deve ser comunicada previamente, caso seja designada nova data para a oitiva.

O relator da CEI, vereador Rafael Freire, se mostrou indignado com o não comparecimento de Júlio Batatinha e disse que a justificativa do ex-prefeito é inconsistente, pois o mesmo já se ausentou de suas funções no fórum local em outras oportunidades, inclusive para participar de uma reunião na própria Câmara, para a qual nem mesmo havia sido convidado. “O que achei curioso nesta justificativa do ex-prefeito Júlio é que, apenas quando lhe convêm, é que essas formalidades junto a seus superiores precisam ser cumpridas. Um exemplo disso é que, na primeira prestação de contas do atual prefeito, realizada as 13 h de uma quinta-feira, ele compareceu e permaneceu na Casa por horas. A impressão que temos é que existe a intenção de protelar e mesmo de prejudicar o andamento da CEI. Queremos concluir essa investigação o quanto antes para que, se encontradas as irregularidades que supomos haver, as providências sejam tomadas de imediato”, disparou o parlamentar.

A nova reunião da CEI para ouvir Júlio Batatinha foi marcada para a próxima quarta-feira (05), às 18h30min, e a convocação, segundo o presidente da comissão, será novamente enviada ao ex-prefeito. Serão ainda convocados para depor posteriormente o atual prefeito José Gabriel dos Santos Filho, o Zé da Loja (PSD), e alguns funcionários da Prefeitura de Alpinópolis diretamente ligados à execução dessa obra.




SOBRE OS COMENTÁRIOS

Este é um espaço de diálogo e troca de conhecimentos que estimula a diversidade e a pluralidade de ideias e de pontos de vista. Não serão publicados comentários com xingamentos e ofensas ou que incitem a intolerância ou o crime.

Os comentários devem ser pertinentes ao tema da matéria e aos debates que naturalmente surgirem. Mensagens que não atendam a essas normas serão deletadas - e os comentaristas que habitualmente as transgredirem poderão ter interrompido seu acesso a este fórum.



Importante: Os editores não farão aviso prévio em relação a exclusão ou não aprovação de comentários.