Presos de Alpinópolis passarão a ir para o presídio de Passos

O presídio de Passos, no bairro Jardim Aclimação, passará a abrigar os detentos de Alpinópolis

O presídio de Passos, localizado no bairro Aclimação, passará a ser a nova porta de entrada para presos de Alpinópolis

Após uma tentativa frustrada de enviar os detentos de Alpinópolis, que atualmente são recolhidos em Monte Santo de Minas, para Carmo do Rio Claro, a Secretaria de Administração Prisional (Seap) definiu que, de agora em diante, o destino deles será o presídio de Passos. A decisão foi publicada em Portaria assinada pelo titular da pasta, o secretário Francisco Kupidlowski, levando em conta as propostas apresentadas pela Subsecretaria de Segurança Prisional (Susep), assim como tratativas estabelecidas com juízes e promotores das comarcas envolvidas e a direção da 18ª Região Integrada de Segurança Pública (Risp).

O documento, cuja intervenção principal faz referência à desativação do presídio de Itamogi, indica que os presos daquela localidade serão transferidos para Monte Santo, assim como todos os servidores, veículos, equipamentos e armamentos. Essa nova determinação abriu a demanda, por razões logísticas, de novas alternativas para a redistribuição dos detentos pelos presídios regionais.

Os presos de Alpinópolis, que se encontram recolhidos em Monte Santo desde a desativação da cadeia local em setembro de 2016, já começaram a ser removidos para presídios de cidades da região, como Formiga, Patrocínio e Passos. As operações de transferência, que contam com apoio integral das unidades da 18ª Risp, devem ser finalizadas até o final desta semana. De acordo com a Portaria da Seap, de agora em diante, todos os detentos de Alpinópolis terão como porta de entrada o presídio de Passos.

A Seap tinha inicialmente o objetivo de efetuar a transferência dos alpinopolenses para o presídio de Carmo do Rio Claro, no entanto a proposta encontrou forte resistência de autoridades daquela cidade, que alegaram não haver condições, sob diversos aspectos, de comportar esse aumento no número de presidiários.

As motivações para essa destinação dos presos de Alpinópolis para um local mais próximo incluem questões econômicas e administrativas, já que Monte Santo fica a cerca de 120 km da cidade. A nova determinação vai ajudar a descomplicar o andamento de procedimentos judiciais, como audiências e depoimentos, por exemplo, além de facilitar as visitas dos familiares aos detentos.

A ação contou com o empenho de autoridades locais, incluindo o prefeito Zé da Loja (PSD), o comando da Polícia Civil e o Consep Alpinópolis, assim como dos deputados Emidinho Madeira (PSB) e Cássio Soares (PSD).