Polícia apreende meio quilo de maconha na Gruta em Alpinópolis

 

fotogrutaAproximadamente meio quilo de maconha foi encontrado pela Polícia Militar do Meio Ambiente nas imediações de um local conhecido como “Gruta”, ponto turístico e religioso do município de Alpinópolis. Posteriormente, por meio de uma denúncia anônima, a PM de Alpinópolis foi informada de que dois menores estariam transitando de forma suspeita nas proximidades de onde a droga havia sido achada.

Depois que na “Gruta” foram encontradas cerca de 500g da droga, já devidamente fracionadas e embaladas para o comércio, as pistas indicavam que os infratores e portadores do entorpecente seriam dois menores que agiam com o auxílio de uma “olheira”, residente na rua que dá acesso ao local, no bairro Santa Efigênia.

Junto com o entorpecente ainda foi encontrado um telefone celular, supostamente pertencente a um dos adolescentes. No aplicativo whatsapp instalado no referido aparelho havia uma série de mensagens que fortaleciam as suspeitas do envolvimento do menor com a ação criminosa.

Na busca pelos menores, um deles foi localizado na Rua Florianópolis, no bairro Santa Efigênia. No momento em que a PM deu ordem de parada para a execução de uma busca pessoal o adolescente resistiu e, enquanto era apreendido, outro indivíduo, de 18 anos, tentou obstruir a ação e interferiu na prisão utilizando força física, o que acabou por ocasionar lesões no joelho e no braço direito de um dos militares. Diante da situação o policial revidou e, por meio de técnicas de imobilização, acabou por dominar o rapaz.

Ambos foram levados pela PM até o pronto-socorro do Hospital Cônego Ubirajara Cabral onde o médico de plantão confirmou as lesões causadas no militar e constatou haver uma escoriação no cotovelo do agressor, porém o próprio declarou que o ferimento era oriundo de suas atividades laborais e não da ação policial.

O menor acabou assumindo a propriedade do entorpecente e reconheceu ser o autor das mensagens de whatsapp do aparelho apreendido. A mãe do adolescente, que acompanhou toda a ocorrência, relatou estar ciente de que o filho tem envolvimento com o tráfico e ainda revelou a participação de outro menor nestas mesmas ações de comercialização de drogas.




SOBRE OS COMENTÁRIOS

Este é um espaço de diálogo e troca de conhecimentos que estimula a diversidade e a pluralidade de ideias e de pontos de vista. Não serão publicados comentários com xingamentos e ofensas ou que incitem a intolerância ou o crime.

Os comentários devem ser pertinentes ao tema da matéria e aos debates que naturalmente surgirem. Mensagens que não atendam a essas normas serão deletadas - e os comentaristas que habitualmente as transgredirem poderão ter interrompido seu acesso a este fórum.



Importante: Os editores não farão aviso prévio em relação a exclusão ou não aprovação de comentários.