Tag Archives: Arraial de São Sebastião da Ventania

Mudança do nome Ventania para Alpinópolis – 1914

Alpinópolis por volta de 1915, época da mudança do nome.

Alpinópolis é conhecida por Ventania desde que por aqui chegaram os primeiros habitantes, isso em fins do século XVIII. Segundo o historiador José Iglair Lopes, em virtude de um vai-e-vem de expedições realizadas por Paulistas e Mineiros, em busca da posse de terras e garimpagem de metais preciosos, se estabeleceram em nosso território os primeiros moradores, vivendo de exploração mineral nos córregos Prata e Ouro, com rancharia instalada perto de uma gruta às margens do Ribeirão Conquista.

Professor Telles, o primeiro educador de Alpinópolis

Ilustração de uma escola de primeiras letras
Fonte: Contreras (1895)

Na Ventania, fundada em 1779, apesar das reformas implantadas pelo Marquês de Pombal – que expulsou os jesuítas do Brasil (1759), então responsáveis pela educação no território nacional – os moradores recebiam, basicamente no formato de catecismo, lições oferecidas pelos membros do clero atuantes no local, principalmente os padres da Diocese de São Paulo, da qual o arraial fez parte até 1900. A história da educação em Alpinópolis se resumiu a essas instruções rudimentares, ministradas por religiosos, por quase 70 anos. A primeira escola do arraial foi estabelecida em 1850 com a chegada do professor Telles.

Período escravagista no arraial de São Sebastião da Ventania

O território onde atualmente fica a sede do município de Alpinópolis está ocupado desde 1779, portanto, há cerca de 239 anos. Como a abolição da escravatura no Brasil aconteceu em 1888, é natural que os fazendeiros do arraial de São Sebastião da Ventania também fossem proprietários de escravos. E por aqui havia muita gente escravizada. Em 1840, por exemplo, a população local era composta por 1.973 habitantes, dos quais 1.475 eram livres e 498 cativos. Ou seja, mais de 1/4 dos moradores da freguesia eram escravos.