Reunião da Câmara de Vereadores – 20/05/2013

Após a realização da chamada nominal dos parlamentares, foi verificado quorum para realização da sessão e a presidência fez a abertura oficial da 19ª sessão ordinária da Câmara Municipal de Alpinópolis.

A reunião deste dia 20 de maio de 2013 teve início às 18:30h e foi encerrada às 19:55h, contando com um público presente de 19 pessoas.

ATA

A secretária da Câmara Municipal de Alpinópolis fez a leitura da ata da 18ª sessão ordinária, que foi colocada em votação e aprovada.

DIVERSOS

Convite da AMEG para a assembléia geral ordinária que será realizada em Ibiraci no dia 24 de maio.

TRIBUNA POPULAR

Inscrito: Benedito Oliveira – Presidente do SEMPRE

Assunto: Cargo Gestor Bolsa Família

O sindicalista iniciou dizendo que havia solicitado a tribuna naquela oportunidade responder uma indagação feita pela vereadora Sandra do Nequinha na sessão anterior, relativa à existência da gratificação de 100% do gestor do programa Bolsa Família durante a gestão passada. Disse que o SEMPRE tem que seguir um estatuto e também que existem procedimentos internos do sindicato que, muitas vezes, não permitem determinado tipo de ação. Sobre a indagação da vereadora, esclareceu que o sindicato não é um órgão fiscalizador e que, portanto não tinha como fornecer esse tipo de informação. Disse ainda que estava utilizando a tribuna para responder de forma oficial, pois foi de onde surgiu a contestação e a orientação da assessoria jurídica do sindicato assim havia orientado. Colocou o SEMPRE à disposição para qualquer esclarecimento adicional.

PRONUNCIAMENTOS

O vereador Douglas Tintas usou da palavra para comunicar sobre a participação dele e da colega Jaqueline da Rádio, no último dia 16, em uma reunião com várias autoridades em São Sebastião do Paraíso, a convite dos deputados Dilzon Melo e Antonio Carlos Arantes, para tratar das reivindicações de melhoras para a rodovia MG 050 que é pedagiada e não apresenta boa infraestrutura. No dia 17 houve uma audiência pública para tratar do tema “segurança”, onde o deputado João Leite, presidente da Comissão de Segurança Pública da ALMG, discorreu sobre o tema dizendo, inclusive, que em breve serão proibidas cadeias nas regiões centrais das cidades. Homenageou os pedagogos pelo seu dia, comemorado em 20 de maio, falando sobre a importância do trabalho desse profissional.

Adriano Ploc falou sobre uma reunião realizada na tarde dessa segunda-feira, no fórum local, para tratar sobre segurança pública e violência em Alpinópolis. Disse que a reunião foi importante, oportunidade na qual foi tratado o assunto da reforma da cadeia municipal que necessitará de um investimento de, em média, R$ 60 mil. Falou sobre a participação de autoridades e representantes de vários setores da comunidade, inclusive comerciantes e empresários, e do Conselho Municipal de Segurança Pública – Consep, do qual é membro e foi um dos representantes. Ficou acordado no final da reunião que haveria um rateio para financiar a reforma do prédio da cadeia, tocando R$ 20 mil para a Prefeitura de Alpinópolis, R$ 20 mil para a Prefeitura de São José da Barra e restante dividido entre comerciantes e empresários da cidade, havendo ainda o dinheiro repassado pelo Ministério Público ao Consep. Disse que em face do problema da violência essa era uma ação muito importante. Falou ainda que o esporte da cidade vai bem e que a equipe que representa Alpinópolis na Copa Alterosa obteve uma importante vitória, derrotando São Sebastião do Paraíso, sendo classificada para a próxima fase do campeonato. Falou que nas categorias de base a garotada está se destacando obtendo vitórias em cidades da região e que o diretor Paulinho da Telles, assim como seus auxiliares Sérgio Pereira, Claytinho e José Reis, estão fazendo um bom trabalho frente a pasta. Lembrou que logo terão inicio as atividades de voleibol, handebol e basquete.

Jaqueline da Rádio iniciou parabenizando o assistente social pelo seu dia, comemorado em 15 de maio, citando várias profissionais que atuam no município e falando sobre a importância dessa profissão para a comunidade. Endossou as palavras do colega Douglas sobre a reunião ocorrida em São Sebastião do Paraíso reafirmando que a reunião foi proveitosa. Disse que não foi comunicada sobre a reunião ocorrida no fórum e, que pelo que foi discutido lá, não haverá utilidade na reforma proposta, pois, como disse o deputado João Leite, as cadeias serão removidas dos centros das cidades. Citou o descaso do governo de Minas com o social, dizendo que estatísticas provam que há sérias falhas nesse setor em nosso estado e que quase sempre é esquecido um dos principais problemas causadores da violência, que é o álcool. Disse que ações voltadas os jovens, a curto e médio prazo, tem que ser tomadas para combater o problema. Lembrou que a prevenção é mais barata e mais eficiente do que a repressão e a melhor maneira de fazer isso é investir na família. Falou sobre o caminho sem volta das drogas que reduz a média de vida dos usuários para 31 anos, sendo que a média do brasileiro comum está subindo, alçando de 71 para 74 anos, segundo dados estatísticos oficiais. Falou sobre a realização de um fórum na Câmara Federal para discutir problemas voltados à violência, como a redução da maioridade penal por exemplo. Disse que considera o trabalho da polícia eficiente, mas que a legislação penal é arcaica, de 1940, e não guarda consonância com o ECA, o que prejudica alcançar os objetivos e que uma reforma nas leis é mais urgente do que a construção de novos presídios. Falou ainda que recebeu comunicado do secretário da SETOP Carlos Melles, dizendo que a reivindicação do poço artesiano para a escola rural do Sapé será atendida.

A vereadora Paulina do São Bento disse que a droga já está aí faz muito tempo e que é preciso rezar a Deus e pedir proteção. Falou que é importante ocupar a cabeça das crianças para evitar problemas com drogas e violência. Disse que todo mundo fica jogando a culpa de tudo no prefeito, mas que esse problema já vem de muito tempo e que deveria haver uma lei que permitisse os menores trabalhar, para que estejam ocupados.

Adriano Ploc falou sobre uma matéria veiculada na mídia tratando do assunto da violência e que trouxe ótimos resultados. Concordou com a colocação da colega Paulina e logo entrou no assunto da reunião realizada no fórum. Disse que o novo juiz, Dr. César, falou sobre procedimentos da reclusão de menores e sobre a sentença assistida, que é a prestação de serviços dos reclusos acompanhadas pela comunidade. Falou sobre o sistema prisional, que a cadeia piora o individuo, que geralmente sai de lá muito pior do que entrou. Lembrou os esforços para remover a cadeia do centro da cidade que restaram infrutíferos e voltou ao assunto da reforma, dizendo que o valor de R$ 60 mil era mínimo para duas prefeituras e que, para o bem das duas cidades, quanto mais cedo for feita a reforma melhor.

Jaqueline da Rádio se referiu à fala da colega Paulina afirmando que em momento algum disse que o culpado é o prefeito, que apenas perguntou pelos projetos sociais e porque foram encerrados, se existe condições para mantê-los, sendo com recursos do município ou que se  busque apoio financeiro no estado.

Paulina novamente voltou a falar que a educação recebida em casa é a melhor e é no lar que os jovens e crianças precisam aprender primeiro. Disse que o esporte estava parado e somente agora voltou a funcionar. Cobrou volta de atividades esportivas na quadra do São Bento que estão paradas há muito tempo.

Sandra do Nequinha, falando sobre a reunião sobre segurança pública realizada no fórum, esclareceu que participou na qualidade de presidente da Câmara de Vereadores e que o vereador Adriano foi como membro do Consep. Disse que a segurança pública é uma obrigação do estado mas que pela ausência do suporte, os representantes do povo de Alpinópolis são obrigados a agir. Falou sobre o rateio da despesa que permitirá a reforma do prédio, ficando R$ 15 mil para a Prefeitura de Alpinópolis, R$ 20 mil para a Prefeitura de São José da Barra e divisão do restante pela comunidade. Falou sobre o repasse das transações penais para auxílio nas despesas e também sobre o apoio do delegado regional Dr. Paulo Queiroz.

Sobre o polêmico assunto da gratificação de 100% ao gestor do Bolsa Família, Sandra disse que o servidor que ocupa a função passou a ela algumas informações e uma carta escrita e assinada de próprio punho, por estar impedido de usar a Tribuna Livre p. Assim, pediu para que a secretária fizesse a leitura do documento.

A secretária, cumprindo a determinação da vereadora, leu a carta escrita pelo servidor. No documento o gestor do Bolsa Família Carlos Fernando Lemos disse que estava, com esse ato, prestando um esclarecimento à população e aproveitando para rebater críticas recebidas pelo presidente do SEMPRE em sessão anterior. Esclareceu que exerce a função de gestor do Bolsa Família desde o ano de 2007, quando foi convidado pelo ex-prefeito para assumir a função por haver baixa qualidade no serviço prestado até então, o que comprometia o bom andamento do programa em Alpinópolis. Disse estar indignado com as declarações dos vereadores Zé Acácio e Douglas Tintas e também de Benedito Oliveira (SEMPRE), que demonstraram grande desconhecimento do assunto nas críticas que foram tecidas. Em relação a Douglas Tintas, disse que o mesmo deveria ter mais conhecimento sobre os procedimentos, pois foi vice-prefeito na gestão passada e tinha a obrigação de acompanhar os trabalhos realizados. Se referindo a Zé Acácio, disse que ele era vereador na gestão passada e que, além disso, já havia ocupado o cargo de Diretor do Departamento de Ação Social durante o primeiro mandato do ex-prefeito. Quanto ao presidente do SEMPRE, declarou que o mesmo já ocupou o cargo de presidente do Conselho Municipal de Ação Social e, dessa forma, deveria estar muito bem informado sobre a atuação do gestor do Bolsa Família. Afirmou que todas as acusações feitas são faltosas de fundamentos e que, posteriormente, convidou o presidente do SEMPRE para uma reunião onde seria mostrado a ele todo o trabalho feito assim como os procedimentos, mas o mesmo não compareceu. Falou ainda que durante a gestão anterior, quando já desempenhava a função, recebia a gratificação, porém de forma diferente, sendo que era paga através de horas extra e em dinheiro pela própria pessoa do ex-prefeito. Dessa forma veio defender que o PL 003/2013 apenas veio legalizar uma gratificação que já era recebida há alguns anos e ainda se colocar a disposição para esclarecimentos adicionais sobre o desenvolvimento de suas funções.

Sandra do Nequinha complementou dizendo que Carlos Fernando é um ótimo funcionário  e que o trabalho realizado por ele é reconhecido em nível estadual, sendo que se destacou em um universo de 813 municípios. Não poupou elogios a Carlos Fernando, e deixou os parabéns para o cumprimento de seu serviço. Em seguida fez a leitura da prestação de contas da Câmara Municipal, detalhando as despesas e receitas, avisando que os balancetes estão disponíveis no mural da Casa.

Zé Acácio usou da palavra e, em um discurso inflamado, rebateu as críticas recebidas e desferiu tantas outras aos acusadores e ao Poder Executivo. Iniciou dizendo que, em relação ao esclarecimento do gestor do Bolsa Família, daria ali sua resposta não somente ao ocupante do cargo, mas também a seu irmão, pois Carlos Fernando, o Tu, é seu irmão de sangue. Disse que durante a gestão anterior, nada impedia o ex-prefeito de legalizar a gratificação e investir o servidor em questão no cargo, pois não haveria problema de nepotismo. Disse que não é contra a função gratificada para o cargo, mas que votou contra levando em consideração outros problemas que lhe davam motivos para tal. Primeiramente que ele não poderia votar a favor, pois agindo assim estaria ferindo o princípio constitucional da impessoalidade, pois é irmão do servidor que ocupa e seguirá ocupando o cargo e que, se agisse de outra forma, estaria condenando a si mesmo, pois haveria o descumprimento desse princípio legal. Outro motivo alegado para o voto contrário foi que, mesmo o PL sendo aprovado, como de fato foi, esse servidor não poderia ser beneficiado com ele, sendo que dessa forma o prefeito estaria cometendo nepotismo, pois o gestor do Bolsa Família, que é seu irmão, também é irmão de uma ocupante de cargo comissionado do Poder Executivo, sendo ela Maria das Dores Vilela, a Dola, que é a diretora do Departamento Municipal de Educação. Disse que, por diversas vezes, pediu à irmã que orientasse o prefeito a retirar o PL, pois isso causaria imenso desgaste no âmbito administrativo e político, pois o Executivo não poderá cumprir o compromisso feito com o referido gestor. Foi incisivo ao dizer que é conhecedor das atribuições do cargo e sabe da competência do irmão no desempenho da função e que jamais o criticaria negativamente, mesmo sabendo que já foi criticado por ele. Disse que um outro motivo que o levou a votar contra, foi para que houvesse o empate na votação e, assim, a presidente Sandra definisse a aprovação do PL, pois ela é parte da bancada de situação e representante do governo. Insistiu na questão da falta de condição do prefeito de beneficiar o servidor Carlos Fernando pelo impeditivo legal colocado pela Súmula Vinculante nº 13 do STF que trata do tema do nepotismo. Aproveitando a ocasião desferiu fortes criticas ao prefeito, que é bacharel em Direito, por mandar vários projetos de lei com falhas ao Poder Legislativo, mostrando assim grande desconhecimento jurídico. Disse que esse papel que a oposição está exercendo, de criticar e alertar as falhas do prefeito está servindo para ajudar a administração e evitando que os membros do Executivo respondam por isso na justiça posteriormente. Voltou a falar sobre o PL 003/2013 e reafirmou que não é contra dar função gratificada a quem merece e que o trabalho do gestor do Bolsa Família é, de fato, complicado e a gratificação é merecida, porém não votou pelos vários motivos já alegados. Direcionou críticas a pessoas que estavam assistindo à reunião, referindo-se a elas como “amigas do Tu”, e fez um desabafo pessoal dizendo que não gostou nada da atitude dessas pessoas que plantaram discórdia dentro de sua família com o caso da votação do PL 003/2013. Encerrou fazendo nova referência e mais uma vez criticando os projetos mal feitos que estão vindo do Executivo.

Sandra do Nequinha esclareceu que não foi ela a responsável pela carta do gestor do Bolsa Família e que apenas havia pedido para que a secretária fazer a leitura, sendo que o documento levava a assinatura do servidor.  Referiu-se ao PL 003/2013 dizendo que, como já foi explicado anteriormente, o mesmo não é ilegal e que, caso venha a dar algum problema futuramente, será de responsabilidade do prefeito e não dos vereadores.

Jaqueline da Rádio também falou sobre a legalidade do PL 003/2013 e criticou o ex-prefeito por não haver regularizado a gratificação da função em sua gestão. Falou também da eficiência do gestor do Bolsa Família, mas que não é momento para que a prefeitura promova aumento em sua despesa com folha de pagamento, que para ocupar a função, sem haver acúmulo de funções, poderia ser buscado algum outro servidor dentro do quadro de funcionários da prefeitura que, com certeza, teria alguém competente para exercer a função com tanta eficiência como é feito atualmente. Defendeu o colega Zé Acácio e disse que sua atitude foi válida, mas que não concorda com seu posicionamento quanto a dar a gratificação agora, pois o momento não permite onerar a máquina administrativa.

Adriano Ploc disse que, apesar de não conhecer pessoalmente o gestor do Bolsa Família, sabe de sua competência e que a função que o mesmo exerce é fundamental para a boa manutenção desse importante programa do governo federal que objetiva combate a fome. Disse que votou a favor do PL 003/2013 devido à competência do servidor que atua como gestor e também para que houvesse a regularização da função e tudo se tornasse mais transparente. Saiu em defesa do prefeito dizendo que o mesmo é competente e conhecedor das leis e que além disso, conta com assessoria jurídica que o respalda. Encerrou dizendo que independente das críticas que vem sendo recebidas através da mídia e das redes sociais o trabalho está sendo bem feito.

INDICAÇÕES

Sandra do Nequinha: Colocação de placas de identificação de logradouros em todas as ruas da cidade.

Jaqueline da Rádio: Reiteração de intervenção na estrada rural da Serra do Veado.

MOÇÃO DE PESAR

Jaqueline da Rádio: Propôs moção à família pelo passamento de Saturnino Godói, que foi colocada em votação e aprovada por unanimidade.

Jaqueline da Rádio: Propôs moção à família pelo passamento de Julia Maria Benedita, que foi colocada em votação e aprovada por unanimidade.




SOBRE OS COMENTÁRIOS

Este é um espaço de diálogo e troca de conhecimentos que estimula a diversidade e a pluralidade de ideias e de pontos de vista. Não serão publicados comentários com xingamentos e ofensas ou que incitem a intolerância ou o crime.

Os comentários devem ser pertinentes ao tema da matéria e aos debates que naturalmente surgirem. Mensagens que não atendam a essas normas serão deletadas - e os comentaristas que habitualmente as transgredirem poderão ter interrompido seu acesso a este fórum.



Importante: Os editores não farão aviso prévio em relação a exclusão ou não aprovação de comentários.

 

32 Responses to Reunião da Câmara de Vereadores – 20/05/2013

  1. Roney disse:

    zé acácio acabou com tu, dola, prefeito, gestor bolsa família, amigas do tu e companhia ltda////// zé acácio, vc foi cruel, muito cruel///// #chupabatata

  2. Oliver Renato disse:

    o ploc é super, hiper, mega puxa-saco

  3. Terezinha Maria da silva Campos disse:

    Pois é, aos poucos tudo vai se encaixando. Realmente , o aumento de 100% para um funcionário é uma questão indecorosa, pois além de ser injusta com os demais funcionários que só receberam 6,7%, é NEPOTISMO descancarado. Tenha santa paciência, sr. prefeito. Se liga mais nas leis. Você é um advogado. Parabéns Sr. José Acácio pela belíssima atuação que vem fazendo na Câmara como também, Douglas, Jaqueline e por que não dizer tbém, o Sr. José Antônio da Copasa. Espero que muito em breve toda essa situação se reverta, pois, acredite, está muito difícil as coisas em nossa cidade. A área de saúde, no qyue se refere aos medicamentos para Hipertensão, Diabetes viraram uma salada de frutas. A gente não sabe se vai na farmácia municipal, ou na farmácia popular … fica feito bola de ping pong . Isto sem dizer que, agente de saúde na minha casa não aparece para prestar esclarecimentos quanto ao assunto acima. Outra coisa que me pergunto. Por que apresntar cartão da farmácia municipal na farmácia popular????????? Essa última, eu sei, é particular. Paciência tem limite.

    • Maria Augusta de Faria Pereira Silva disse:

      Também concordo com o comentário feito pela Terezinha. Acho também que tem muita gente ajudando a puxar o saco do prefeito em vez de reinvidicar melhorias para a nossa cidade.

  4. adriana disse:

    NA HORA Q O TÚ TOMAR POSSE VAMOS ENTRAR NA JUSTIÇA PRA RANCAR ELE DE LA,TEMOS ESSE DIREITO DE CIDADÃO!

  5. adriana disse:

    POLICIA FEDERAL NELE GENTE RSRSRSRSRSR

  6. José Donizete de Paiva. disse:

    Eu, na qualidade de funcionário público municipal desde 1994, venho expressar minha revolta pelo que tenho visto acontecer e com apoio de alguns vereadores. Prestei concurso em 1993, o primeiro concurso da prefeitura, na gestão 1993/1996 e tive grande dificuldade para ingressar no cargo, pois havia interesse politico de manter os funcionários contratados na época e inclusive os que prestaram concurso e não passaram. Como na época não era só eu que estava sendo, como se diz, empurrado com a barriga, houve uma intervenção da Promotoria de Justiça. Em 1994 consegui iniciar no trabalho, mas não tive reconhecimento por parte da gestão. Na época a administração era um pouco mais atrasada, com o passar do tempo, veio melhorando e exigindo mais qualificação, principalmente no meu setor, porém a melhoria salarial só aconteceu no lançamento de outro concurso que veio junto com a mudança do regime jurídico no ano 2001. Acontece que quando fiz minha inscrição para o novo concurso, fui iludido de que minha situação seria resolvida administrativamente.
    Com o passar do tempo, vi vários mecanismos serem usados para melhoria salarial de alguns funcionários, como num jogo de cartas marcadas e eu continuo sendo discriminado, ganhando quase o piso salarial e esperando o milagre de uma política salarial melhor, ou seja, um bom plano de carreira, que venha fazer justiça. Antes de um bom plano de carreira, acho incorreto qualquer procedimento que venha beneficiar alguém. Fica aqui meu desabafo.

    J. D. P.
    Encarregado de almoxarifado.

    • Maria Augusta de Faria Pereira Silva disse:

      É isto aí José Donizete. Se um funcionário merece 100% de gratificação por que os outros também não? E por que discriminar funcionários efetivos se eles é quem vão continuar e fazer com que o serviço ande? Os efetivos sim, é quem deveriam receber melhores gratificações por saberem “fazer o serviço” e não quem chega hoje querendo “aprender” tudo e amarra o serviço e não deixa a cidade caminhar.

  7. Rafaela disse:

    Senhor Zé Acácio, minha admiração por sua pessoa aumenta a cada dia, você foi incisivo e imparcial em sua decisão.
    Parabéns por sua coragem e por fazer valer o que é o correto, deixando de lado todas as outras variáveis (seja de cunho familiar, sanguíneo, grau de empatia…) enfim, nós cidadãos alpinopolenses carece de pessoas como você no meio político.
    Você é a sensação do momento! Rsrs com todo respeito.
    Só de saber que você pode colocar a cabeça no travesseiro e dormir à noite tranquilo já é gratificante, não deixe que as intrigas familiares despertadas pelas “amigas do Tu” te assombrem, afinal se ele tem “amigas” pode ter certeza de que você tem um FÃ CLUBE.
    Congratulo também os vereadores Douglas Tintas, Jaqueline da Rádio e Zé Antônio da Copasa.

  8. CARLOS FERNANDO (TU) disse:

    Gostaria de informar a pessoa ai acima :Maria Augusta de Faria Pereira Silva: e dizer eu sou FUNCIONÁRIO EFETIVO da Prefeitura a quase 15 anos.

    ALÔ PESSOAL PROCUREM SE INFORMAR MELHOR ANTES DE COMENTAR ABOBRINHAS, ISSO É MUITO FEIO!!!.ok

  9. CARLOS FERNANDO (TU) disse:

    respondendo ao comentário de um tal de RONEY ai cima onde ele diz o seguinte: “zé acácio acabou com tu, dola, prefeito, gestor bolsa família, amigas do tu e companhia ltda////// zé acácio, vc foi cruel, muito cruel///// #chupabatata”

    Olha, meu colega, procure se informar melhor do que aconteceu, pois ,as vezes você ficou sabendo apenas o que você queria ouvir, e não foi bem assim como você comentou…. quem saiu da câmara arrasado foram as pessoas para as quais eu direcionei a carta…. você deve ter pego o bonde andando….cuidado hein!!!!

  10. CARLOS FERNANDO (TU) disse:

    O que eu mais gostei aqui nesses comentários de hoje foi o de uma tal de Rafaela ai acima….” em dizer que o Zé Acácio é a sensação do momento”….. eu também acho que ele é a sensação do momento…era tudo o que ele queria….como surgiu essa oportunidade ele a agarrou com unhas e dentes…. cá entre nós, o sonho dele é ser candidato a prefeito….!!!!

  11. Luanna disse:

    ESSES BATATEIRO FALA TUDO IGUAL E A MESMA COISA, É TUDO IGUAL O BATATA MESMO, DEUS ME LIVRE DESSA GENTE

  12. Rafaela disse:

    Cara Terezinha Maria da Silva Campos, até certo ponto concordo contigo de que a área da saúde encontra-se em alguns setores um pouco bagunçada. Pude certificar o que anda ocorrendo com esta mudança dos medicamentos de Hipertensão e diabetes, e verifiquei que o funcionário Tezinho não se encontra mais na coordenação da farmácia municipal, só lamentei em saber que ele não trabalha mais lá. Um funcionário gabaritado igual a ele que deveria somar nesta gestão, encontra-se em outro setor da saúde. Simplesmente um desperdício e uma perda enorme que a nova administração subtraiu-o ao invés de somá-lo com todo seu potencial. Enfim, quanto à visita do agente de saúde foi uma mudança ocorrida este mês, portanto está em tempo de você receber a notícia, por mais que você já se encontra bem informada. O cartão da farmácia para uso na farmácia popular é para facilitar o controle da entrega dos medicamentos, uma forma de o agente de saúde poder acompanhar a entrega da medicação mensalmente. Isto achei uma medida certeira.

  13. CLAUDINEI SILVA disse:

    DESCE O BURRAIO MESMO ZÉ ACACIO, BOTA ESSA TURMA NO LUGAR DELES E QUERO VER VC FAZER ESSAS BATATA MURXAR DE NOVO, VC ACABOU COM ELES

  14. Rafaela disse:

    Senhor Carlos Fernando,hora alguma coloquei em dúvida o desempenho do seu trabalho, pelo contrário li os dizeres da carta de como anda o seu trabalho e é bem realizado, o que não justifica é o aumento, não é sua pessoa e nem seu trabalho.
    Mas a notícia de que o Zé Acácio será prefeito, ai sim vou dizer igual a você VIVA!!!!
    Pode contar com meu voto!

  15. Pati disse:

    Caro colegas, quero parabenizar o ZÉ Acássio, pois com certeza ele votou contra o aumento do irmão não para prejudicá-lo, mas sim porque ele entende de lei e sabe que não deve beneficiar parentes dentro do poder público. ELE ENTENTE DE LEIS, ALIÁS SABE QUE NEPOTISMO É CRIME!!!!continue assim vereador, pois terá um grande futuro!!!

  16. ana clara disse:

    Parabéms Zé acacio , por votar contra o aumento do irmão , vc mostrou que é um vereador do povo , Zé acacio , junta com o douglas ,, imagine uma chapa douglas tintas e ze zcacio . vai ter muito voto e ganha porque esses batata tão muito disacreditado e o douglas tinta com o edinho ja ganhou deles esse povo é forte e vc tambem e do povo .

  17. Maria disse:

    afffffffffffffffffff,,,nem sabia q o gestor d bolsa fámilia era o senhor Carlos Fernando, mas conheçido como (Tu)Nossa fiquei 50 tons d bege, ele deve fazer sim até um bom trabalho, mas mereçer 100 por cento d aumento, aí ja é um caso sério, pq os varredores d rua, q trabalham d sol a sol, não vou ter tanta regalia assím, então como diz o jornalista Boris Casoy, isso é uma vergonhaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa.

  18. Maria disse:

    Parabéns para o senhor vereador, José Acacio q está sendo sim a sensação d momento, e pq não ser o nosso futuro prefeito d Ventania, tenho certeza q não irá fazer feio, pq é uma pessoa íntegra, d caráter, e não liga se está indo pro lado q convém ou não, mas ele sim vai d lado justo e certo, por isso fica aqui minha admiração pela pessoa q é…continue lutando por nós tá q estamos felizes por vc estar onde está…por isso q vc está no segundo mandato…AMIGO.

  19. luciano disse:

    e isso ai ze acacio nao deixa esse prefeitinho de nada fazer o que pensa nao porque ele so fais coisa errada igualsinho opai dele mesmo

  20. manoel disse:

    o batatinha e bom so napanela mais nada