Polícia Civil prende suspeitos de matar homem desaparecido em Alpinópolis

suspeitos_assassinato_moacir_amparado

A Polícia Civil prendeu, na tarde da última sexta-feira (13), o principal suspeito do assassinato de Moacir Santiago Amparado, de 65 anos, morador do bairro Cafundó, zona rural de Alpinópolis. A vítima estava desaparecida há oito dias e seu corpo foi encontrado, com sinais de violência, enterrado em um sítio no município de Carmo do Rio Claro. Outras duas pessoas também foram presas suspeitas de envolvimento no crime.

De acordo com a Polícia Militar o homem foi morto com um golpe desferido na cabeça, possivelmente executado com o uso de um machado. Moacir, cujo desaparecimento foi registrado no dia 05 de outubro, também teve sua caminhonete, dinheiro, telefone celular e cartões bancários roubados.

O principal suspeito do latrocínio, Peter Douglas Mariano Souza Rosa, foi localizado em um hotel na região central de Três Corações, após a Polícia Civil rastrear seu paradeiro por meio de interceptações telefônicas e monitoramento de gastos dos cartões da vítima. Outros dois suspeitos, José Reis Borges e sua esposa Lady Dayana, esta última irmã de Peter, foram presos posteriormente.

A caminhonete da vítima estava em poder de José Reis que, em depoimento, disse que havia recebido o veículo do cunhado Peter como parte do pagamento por um negócio feito entre ambos, envolvendo a venda de uma casa de prostituição. Já os cartões bancários estavam na posse de Lady Dayana. Marido e mulher foram presos suspeitos do crime de receptação.

Após confessar a autoria do assassinato, Peter se prontificou a indicar o local onde havia ocultado o cadáver. Guiados pelo próprio criminoso, os policiais foram levados até uma propriedade rural, situada em Carmo do Rio Claro, onde, de fato, o corpo de Moacir estava enterrado. Em seguida, as providências de praxe foram tomadas, já com a presença da perícia técnica.

polícia_civil_perícia_técnica

A caminhonete, os cartões, assim como os demais objetos roubados foram apreendidos. Peter, o principal suspeito, foi encaminhado para a delegacia de Carmo do Rio Claro. José Reis e Dayana, suspeitos de envolvimento no crime, foram levados para Três Corações.

Deixe uma resposta