Polícia Civil de Alpinópolis desmantela esquema de furto de café na região

café_roubado_polícia_civil_alpinópolis

A Polícia Civil de Alpinópolis desmantelou, nesta quinta-feira (03), o esquema de uma quadrilha que vinha aplicando golpes e furtando café de produtores rurais da região, causando prejuízos que podem ter ultrapassado os R$ 100 mil. Foram recuperadas 210 sacas do produto beneficiado e apreendidos os equipamentos utilizados pelos bandidos. A operação contou com o apoio dos militares do 3º Pelotão da PM de Alpinópolis e, até o momento, já prendeu um suspeito e identificou outros seis.

Para agir, a quadrilha utilizava três caminhões e uma máquina de beneficiar café. Os veículos, o equipamento e cerca de 160 sacas de café foram encontrados em uma casa, situada às margens da rodovia MG-184, a cerca de 1 km do trevo de Alpinópolis, sentido Carmo do Rio Claro, endereço onde funcionou durante muito tempo um bordel. Neste imóvel os policiais prenderam um homem, de 47 anos, que se identificou como sendo o vigia do local e acabou confirmando a origem ilegal do produto ali armazenado. Outro ponto usado pela quadrilha era um barracão, localizado na Avenida Jerusalém, no residencial Monte das Oliveiras.

Segundo informações da Polícia Civil, os criminosos agiam de forma estratégica para aplicar os golpes e se apossarem do café. Os equipamentos, assim como a mão de obra para o beneficiamento da mercadoria, eram oferecidos aos proprietários que acabavam sendo enganados, já que o maquinário encontrava-se adulterado. Um dispositivo desviava parte do produto para um compartimento secreto, localizado na carroceria do caminhão, onde ficava armazenado ilegalmente cerca de 10% do café limpo. Além dessa artimanha, há suspeitas de que os bandidos teriam furtado o produto de outras formas.

caminhão_roubo_café_alpinópolis

Ao final dessa primeira etapa da operação, comandada pelo delegado Luciano Teobaldo, três produtores lesados já foram identificados, tendo um deles, inclusive, declarado que teve um prejuízo estimado em mais de R$ 40 mil. O único preso até o momento foi encaminhado para o presídio de Monte Santo de Minas e os demais envolvidos, que já foram identificados, estão sendo procurados.

A Polícia Civil ainda esclareceu que, possivelmente, a mesma quadrilha estaria agindo em cidades no entorno de Alfenas e também na região de Franca, no estado de São Paulo, onde outras 100 sacas já teriam sido recuperadas.




SOBRE OS COMENTÁRIOS

Este é um espaço de diálogo e troca de conhecimentos que estimula a diversidade e a pluralidade de ideias e de pontos de vista. Não serão publicados comentários com xingamentos e ofensas ou que incitem a intolerância ou o crime.

Os comentários devem ser pertinentes ao tema da matéria e aos debates que naturalmente surgirem. Mensagens que não atendam a essas normas serão deletadas - e os comentaristas que habitualmente as transgredirem poderão ter interrompido seu acesso a este fórum.



Importante: Os editores não farão aviso prévio em relação a exclusão ou não aprovação de comentários.