PM realiza apreensão de armas de grosso calibre em Alpinópolis

Na manhã desta terça-feira (10) os policiais do 3º Pelotão PM prenderam, em Alpinópolis, um jovem de 23 anos por posse ilegal de armas. De acordo com os militares o rapaz, que cumpria prisão domiciliar, possivelmente usaria o armamento para realizar roubos na cidade e região. Ele nega e diz que o objetivo seria vender as armas.

Era por volta das 10h quando a PM recebeu uma denúncia anônima indicando que um cidadão, residente no Bairro Vila Betânia, estaria guardando no interior de sua casa duas armas de fogo ilegais.

Após o recebimento da informação, os militares iniciaram os procedimentos para descobrir quem era o suspeito. Depois de identificado, verificou-se que o rapaz em questão possuía restrição judicial. De acordo com a PM, o indivíduo é conhecido nos meios policias pela prática de diversos crimes e já estava sendo monitorado devido à transgressão de regras determinadas a apenados que cumprem prisão domiciliar.

Em seguida, uma guarnição se dirigiu ao endereço do suspeito, na Vila Betânia, onde ele não foi encontrado. Porém alguns familiares franquearam a entrada dos policiais que, durante as buscas, acharam duas armas longas, de grosso calibre, assim como algumas munições, material que estava ocultado no quarto do rapaz, debaixo de um colchão.

As armas foram apreendidas e, na sequência, teve início uma operação para localizar o possível dono. Para tal, foi acionado o destacamento de São José da Barra e mobilizados o moto patrulhamento e uma viatura de área.

Estrategicamente, alguns militares permaneceram no interior do imóvel enquanto os demais realizavam o rastreamento. Assim, as viaturas se retiraram do local e o rapaz, que estava escondido em um cafezal, retornou à sua residência, onde os policiais encontravam-se de prontidão e puderam realizar a prisão.

Em diálogo com o suspeito, este negou que tinha a intenção de usar as armas para a prática de crimes, dizendo que seu objetivo era vendê-las a outras pessoas. Em seguida ele foi conduzido ao pronto-atendimento do Hospital Cônego Ubirajara Cabral e passou por exames de praxe. Por fim, foi levado à delegacia de Polícia Civil onde as devidas providências foram tomadas.

Leave a Reply