PM de Alpinópolis prende ex-detentos com 5 tabletes de maconha

Seis homens foram presos pelos militares do 3º Pelotão PM de Alpinópolis, na tarde deste sábado (24), por suspeita de tráfico de drogas. Três integrantes do grupo são ex-detentos e, inclusive, um deles aguarda julgamento pelo homicídio de um policial militar na cidade, ocorrido há cerca de um ano e meio. Na oportunidade foram apreendidos cinco tabletes de maconha, uma pequena quantia em dinheiro e um celular.

A PM vinha recebendo denúncias anônimas informando que ex-presidiários, recém-saídos da cadeia, estariam se reunindo com diversos elementos, todos envolvidos com o mundo do crime, com a finalidade de organizar um esquema para a realização de tráfico e cometimento de outros delitos na cidade e região. Segundo as denúncias, alguns indivíduos estariam escondendo drogas nas dependências do local denominado “Monte das Oliveiras”, conhecido ponto turístico do município de Alpinópolis. As informações também davam conta de que o grupo se reunia na casa de um jovem, no bairro Vila Betânia, para planejar as ações criminosas.

Na tarde deste sábado, um telefonema avisou à PM que alguns rapazes estariam na quadra da antiga escola Stella da Silva, realizando divisão e embalagem de drogas para serem posteriormente vendidas na cidade. Os militares se dirigiram ao local e confirmaram a veracidade da denúncia, encontrando ali um grupo de seis homens, com idades entre 18 e 26 anos.  No momento em que viatura se aproximou e a presença policial foi percebida, todos fugiram e, no momento da fuga, tentaram se livrar de uma bolsa preta, arremessando-a para cima do telhado do prédio escolar. Os suspeitos foram alcançados e abordados pelos militares e, na posse de um deles foi achada a quantia de R$ 35, e na de outro um aparelho de telefone celular.

Os policiais resgataram a bolsa do telhado e verificaram que, em seu interior, havia certa quantidade de maconha distribuída em três tabletes grandes e dois pequenos. Segundo consta, no momento a droga estaria sendo fracionada e embalada para comércio. Questionados, nenhum dos suspeitos assumiu a propriedade dos entorpecentes.

O grupo foi preso em flagrante e conduzido até o pronto-socorro do Hospital Cônego Ubirajara Cabral, onde o médico plantonista realizou exames de praxe. Em seguida, todos foram encaminhados para a delegacia de Polícia Civil de Passos, juntamente com o material apreendido.

Deixe uma resposta