Olímpiada de Foguetes reúne 450 estudantes de 5 estados em Alpinópolis

A 1ª Olimpíada Mineira de Foguetes (OMF) reuniu cerca de 450 alunos de 72 escolas no Monte das Oliveiras, no último sábado. Participaram estudantes dos estados de Minas, São Paulo, Rio de Janeiro, Santa Catarina e Maranhão A competição foi organizada pela Cooperativa de Ensino de Alpinópolis, mantenedora do Instituto Educacional Padre Ubirajara Cabral (Iepuc), com caráter científico e educativo.

Segundo informações da organização da olimpíada, os estudantes competiram em três níveis distintos, baseados nos anos escolares e nos tipos de foguetes construídos, sendo o nível 2, com alunos do 5º ano do ensino fundamental e lançamento de foguetes movidos por simples impulso; o nível 3, com alunos do 6º ao 9º anos do ensino fundamental e lançamento de foguetes movidos por pressão manual; e nível 4, com alunos do ensino médio e lançamento de foguetes movidos por uma reação química entre vinagre e bicarbonato de sódio.

“Os lançamentos dos foguetes, realizados ao longo do dia, trouxeram muita emoção e expectativa. A engenhosidade dos estudantes foi evidente nos projetos apresentados, refletindo o alto nível de preparação e dedicação”, informou André Leonel, professor coordenador da 1ª OMF.

Uma das equipes de Alpinópolis conquistou o primeiro lugar no nível 2, com os alunos do Iepuc. No Nível 3, o destaque também foi para os estudantes do Iepuc, que levaram o primeiro lugar. No Nível 4, a equipe vencedora veio de Praia Grande (SP).

A solenidade de premiação foi marcada pela celebração dos talentos e esforços dos estudantes. Os vencedores receberam troféus e medalhas, e os professores coordenadores também foram reconhecidos com prêmios em dinheiro e medalhas, como forma de valorizar seu papel fundamental na preparação das equipes.

Paralelamente à competição de foguetes, foi realizado o concurso fotográfico “Melhor Ângulo dos Monumentos Bíblicos do Monte das Oliveiras”, onde os participantes capturaram imagens dos monumentos bíblicos de Alpinópolis. As fotos foram avaliadas por critérios como composição, criatividade, técnica fotográfica e relevância ao tema bíblico.

A abertura oficial da OMF contou com a presença de várias autoridades, incluindo Sebastião Sandre Ângelo, presidente da Cooperativa de Ensino de Alpinópolis, Rafael Freire, prefeito de Alpinópolis, João Canalle, presidente da Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA), e Luciano Marins, representante da Rede Pitágoras. Em suas falas, as autoridades destacaram a importância do evento para o incentivo ao interesse dos estudantes em ciências e tecnologia, além de ressaltar a criatividade e o trabalho em equipe.

O evento foi possível graças ao apoio de várias instituições e pessoas. O Sicoob Credialp ofereceu suporte financeiro e logístico, enquanto a Prefeitura de Alpinópolis, por meio das Secretarias de Cultura, Lazer e Turismo e de Educação, colaborou ativamente. A Associação Filantrópica Apóstolos de Cristo cedeu o local para a realização da olimpíada, e a OBA e a Mostra Brasileira de Foguetes (MOBFOG) incentivaram e apoiaram o evento.

Em suas palavras de encerramento, Sebastião Sandre Ângelo destacou a importância do evento para a comunidade e expressou a esperança de que a OMF inspire futuras gerações de engenheiros, pesquisadores e inovadores.

Para a diretora do Iepuc, Oxlaine Cristina dos Santos Rodrigues, a 1ª Olimpíada Mineira de Foguetes não foi apenas uma competição, mas uma celebração do conhecimento, da ciência e da união, deixando todos ansiosos pela próxima edição.

Fonte: Folha da Manhã

Leave a Reply