Número de beneficiários do Bolsa Família cai pelo segundo mês seguido em Alpinópolis

bolsa_família

Pelo segundo mês subsequente, a quantidade de beneficiários do programa federal Bolsa Família diminuiu em Alpinópolis. Enquanto setembro registrou uma queda de 13% em relação a agosto, em outubro a diminuição foi de 9% em comparação a setembro. De acordo com o último balanço publicado pelo Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário (MDSA), o número de famílias atendidas no município caiu de 856 em setembro para 788 em outubro.

Se a análise for feita levando em consideração os números relativos ao mês de outubro do ano passado, a queda é ainda mais acentuada e chega aos 21,4%. Em outubro de 2016 o programa pagou o benefício para 1.002 famílias em Alpinópolis, o que representa uma diminuição de 214 beneficiários nos últimos 12 meses. O valor total repassado ao município também caiu drasticamente no período, diminuindo de R$ 141.400, em outubro do ano passado, para R$ 102.784, em outubro deste ano. A diferença indica que R$ 38.616 deixaram de ser injetados na economia municipal.

O número de beneficiários vem diminuindo paulatinamente desde o início deste ano, apresentando recuperação tímida em alguns meses isolados. Em janeiro eram 985 famílias atendidas, em fevereiro o número caiu para 977, em março para 976, em abril para 937, em maio subiu para 938, em junho caiu para 914, em julho para 820, em agosto subiu para 856, em setembro caiu novamente para 821 e, por fim, em outubro chegou às 788 famílias. No entanto, o valor médio pago por beneficiário aumentou cerca de 1,6% entre janeiro e outubro, variando de R$ 127,75 no primeiro mês para R$ 130,44 neste último.

Conforme estudo realizado pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA), fundação pública federal vinculada ao Ministério do Planejamento, a cada R$ 1 transferido às famílias do programa, o Produto Interno Bruto (PIB) municipal tem um acréscimo de R$ 1,78. A cobertura do Bolsa Família abrange cerca de 89,95% em relação à estimativa de famílias pobres da cidade, sendo este cálculo feito com base nos dados mais atuais do Censo Demográfico, realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Os componentes dos 788 núcleos familiares atendidos atualmente pelo Bolsa Família equivalem, aproximadamente, a 10,8% da população total de Alpinópolis. Entre eles existem 33 famílias que, sem o programa, estariam em condição de extrema pobreza. Apesar de estar próximo, o município  ainda não atingiu a meta de atendimento do programa, segundo o MDSA.

O Bolsa Família é um programa de transferência direta de renda direcionado às famílias em situação de pobreza (renda per capita mensal entre R$ 85,01 e R$ 170,00) e de extrema pobreza (renda per capita mensal de até R$ 85,00). Ao entrarem no programa, os beneficiários recebem o dinheiro mensalmente e, como contrapartida, cumprem compromissos nas áreas de saúde e educação.

Deixe uma resposta