Mudança do nome Ventania para Alpinópolis completa 100 anos

Vista panorâmica de arraial por volta de 1914, quando o nome foi alterado.

Vista panorâmica de arraial por volta de 1914, quando o nome foi alterado.

Alpinópolis é conhecida por Ventania desde que por aqui chegaram os primeiros habitantes, isso em fins do século XVIII. Segundo o historiador José Iglair Lopes, em virtude de um vai-e-vem de expedições realizadas por Paulistas e Mineiros, em busca da posse de terras e garimpagem de metais preciosos, se estabeleceram em nosso território os primeiros moradores, vivendo de exploração mineral nos córregos Prata e Ouro, com rancharia instalada perto de uma gruta às margens do ribeirão da Conquista.

Entre 1779 e 1782 as lideranças do pequeno povoado enviaram documento à Cúria Metropolitana de São Paulo requerendo licença para erigiu uma capela, sendo atendida a demanda. Juntamente com a autorização veio uma série de recomendações sobre a localização da ermida o que levou os requerentes a mudarem da parte baixa para a parte alta da propriedade e, do contato direto com as brisas aceleradas que varrem nossas montanhas, surge naturalmente o nome: Sítio Ventania, Fazenda Ventania, Serra da Ventania, Ventania…

Em 1802 o Alferes José Justiniano dos Reis, esposo de Dona Indá, compra os sítios Ventania e Ponte Alta de seu primo Januário Garcial Leal, o temido “Sete Orelhas”. Nessa venda foi passado o primeiro documento onde aparece o pitoresco nome “Ventania”. Cinco anos depois os proprietários doam o sítio Ventania para a formação do “Patrimônio da Capela de São Sebastião” e, em 1809, é feita a posse judicial das terras ocorrida em cerimônia solene no espaço atualmente ocupado pela praça defronte à Matriz de São Sebastião.

O arraial cresceu e foi elevado à categoria de “freguesia” em 1824 e depois à de “cidade” em 1938. Nesse meio tempo, no ano de 1914, os coronéis locais resolveram mudar o nome de Ventania para Alpinópolis, embalados pelas belas histórias dos Alpes Europeus contadas pelo professor Paulo Garabini.

Em sua incansável pesquisa José Iglair constatou que a mudança ocorreu legalmente por meio da Lei Estadual nº 622, de 18 de setembro de 1914 (publicada no Diário Oficial do Estado de Minas Gerais em 19/09/1914) que foi assinada pelo então presidente mineiro Delfim Moreira (na época o cargo equivalente ao governador atual era denominado “presidente de estado”) e pelo secretário Américo Ferreira Lopes. Assim, foi-se oficialmente a originalidade do nome Ventania…

Imagem aérea do município de Ventania-PR

Imagem aérea do município de Ventania-PR

A título de curiosidade, informa-se que existe, no estado do Paraná, um município com o nome de Ventania. Tal localidade foi criada em 1990 (Lei Estadual 9244) e instalada em 1º de janeiro de 1993 e fica na Mesorregião Centro Oriental Paranaense,  contando atualmente com 10.934 habitantes. A exemplo do que aconteceu por aqui há mais de 200 anos, a localidade foi batizada como Ventania em referência a uma propriedade rural chamada Fazenda Ventania, que por sua vez tem essa denominação em função de um devastador tufão que varreu aquela região paranaense em meados de 1870.

Referência Bibliográfica: LOPES, José Iglair. História de Alpinópolis: nos séculos XVIII, XIX e XX, até 1983/José Iglair Lopes; colaborador: Dimas Ferreira Lopes. – Belo Horizonte: O Lutador, 2002.

Deixe uma resposta