Ministério libera recursos para reformar cozinha do hospital

hospital_alpinópolis

O Ministério da Saúde liberou, na última terça-feira (13), a primeira parcela dos recursos destinados à reforma da cozinha, refeitório e vestiários da Santa Casa de Misericórdia de Alpinópolis. Programada para ser iniciada nos próximos 30 dias, a obra será financiada com recursos federais, disponibilizados por meio de emenda parlamentar do deputado Carlos Melles (DEM/MG), no valor total de R$ 100 mil.

A reforma acontecerá no ambiente hospitalar conhecido como Serviço de Nutrição e Dietética (SND) que engloba a área de preparo e cocção de alimentos, setor de higienização, lactário, recepção de produtos alimentícios, despensa, refeitório e vestiários. A obra prevê uma readequação dentro da própria estrutura do prédio e não promoverá acréscimo de área construída.

Segundo Denílson Figueiredo, administrador do hospital, a intervenção é necessária para que a instituição possa melhorar o atendimento aos funcionários e à população, assim como manter-se em acordo com as normas de vigilância sanitária, que são cada vez mais rígidas. “O prédio do hospital, apesar de atualmente atender todas as exigências para funcionamento, apresenta necessidade de intervenções, como esta que será realizada no SND, já que as normas impostas pela Anvisa são cada vez mais rígidas e a demanda por atendimento cresce a cada dia. Tanto os colaboradores do quadro funcional, como os pacientes serão beneficiados”, explicou.

Sebastião Sandre Angelo, provedor da Santa Casa, falou sobre a importância da destinação dessa natureza de recursos, uma vez que a entidade dispõe verbas próprias limitadas e depende desse tipo de apoio para se adequar e ampliar o atendimento. “A Santa Casa de Alpinópolis é uma entidade filantrópica e se mantém com doações e repasses governamentais. Quando é necessária a execução de uma obra ou compra de equipamento, que exige um desembolso maior, o apoio vindo dos representantes políticos é fundamental, pois são eles que disponibilizam as verbas. No caso específico dessa reforma da cozinha, vestiários e refeitório, que era necessária e teria que ser feita de qualquer jeito, caso não houvesse esse repasse, comprometeria o orçamento da entidade” pontuou o dirigente.

A verba é oriunda do Ministério da Saúde e atende ao programa denominado “Reforma de Unidades de Atenção Especializada em Saúde”. Nesse primeiro momento foram depositados R$ 50 mil e o restante será disponibilizado à medida que a obra avance, sendo as medições enviadas periodicamente ao escritório de negócios da Caixa Econômica Federal, órgão responsável pela gestão dos contratos. A Santa Casa já deu início ao processo de cotação eletrônica, por meio do portal Siconv, para definir a empresa que será responsável pela obra.




SOBRE OS COMENTÁRIOS

Este é um espaço de diálogo e troca de conhecimentos que estimula a diversidade e a pluralidade de ideias e de pontos de vista. Não serão publicados comentários com xingamentos e ofensas ou que incitem a intolerância ou o crime.

Os comentários devem ser pertinentes ao tema da matéria e aos debates que naturalmente surgirem. Mensagens que não atendam a essas normas serão deletadas - e os comentaristas que habitualmente as transgredirem poderão ter interrompido seu acesso a este fórum.



Importante: Os editores não farão aviso prévio em relação a exclusão ou não aprovação de comentários.