Indivíduos atiram durante fuga após invasão a sítio entre Alpinópolis e Passos

Na madrugada desta terça-feira (08) um casal foi vítima de uma tentativa de roubo em uma chácara localizada na divisa entre os municípios de Passos e Alpinópolis, no bairro rural Pacheco. Indivíduos não identificados invadiram o imóvel e, no momento em que fugiam, efetuaram disparos com uma arma de fogo. É provável que um deles tenha se ferido, de forma acidental, com os próprios tiros, já que marcas de sangue foram encontradas na rota de fuga.

A Patrulha Rural de Alpinópolis compareceu ao local, situado na divisa entre Passos e Alpinópolis, após um dos filhos do casal comunicar o fato à PM, via 190. Em companhia do rapaz, os militares se dirigiram até a propriedade onde as vítimas narraram o acontecido.

Segundo o relato, era por volta da 1h30min quando o casal, que se encontrava na sala assistindo TV, ouviu barulhos na área externa da casa. Logo em seguida, indivíduos não identificados passaram a golpear a porta de entrada, desferindo vários chutes, ocasião em que marido e mulher se trancaram em um dos quartos. Após conseguirem entrar no imóvel, os invasores de dirigiram ao cômodo onde estavam as vítimas e passaram a tentar igualmente arrombar a porta. Neste momento, o proprietário, simulando possuir armamentos em casa, disse em voz alta à esposa, no intuito de ludibriar os meliantes, que pegasse a arma de fogo.

As palavras assustaram os invasores que abandonaram o local, porém, durante a fuga, efetuaram quatro disparos na direção do imóvel, possivelmente com arma de baixo calibre. Após chegar à propriedade, a PM constatou que nada foi roubado, no entanto, foram encontradas manchas de sangue em uma das porteiras. Como não houve troca de tiros, é possível que o ferimento tenha sido causado pelos projéteis disparados pelos próprios autores, de forma acidental.

Outra informação levantada pelos militares é de que foi feito uso de um veículo, possivelmente um VW Gol, de cor branca, para arrombar a primeira porteira, que dá acesso à propriedade.

O caso foi comunicado à fração de Passos, já que aconteceu na circunscrição daquele município, pouco depois da divisa. Uma perita da Polícia Civil compareceu ao local, onde recolheu os materiais disponíveis e executou os trabalhos de praxe.

Detalhe que merece registro, porém não podendo ser precocemente associado ao acontecido, é que, após a invasão, deu entrada em uma unidade de pronto-atendimento de Passos uma pessoa vítima de ferimento com arma de fogo. Assim, ficou a cargo dos militares daquela cidade o levantamento de maiores informações para averiguar se, de fato, há correlação com a referida tentativa de roubo.

Deixe uma resposta