Governo de Minas doa prédio da antiga cadeia para Prefeitura de Alpinópolis

O prefeito de Alpinópolis, Rafael Freire (PSB), assinou, na última quinta-feira (02) a escritura do imóvel da antiga cadeia do município, que foi doado pelo Estado de Minas Gerais. De acordo com informações da prefeitura, com a assinatura, a administração vai iniciar o processo de demolição da antiga cadeia para a construção do prédio da Policlínica Municipal Luzia Araújo, onde também vai funcionar a Secretaria de Saúde.

Segundo a administração, o investimento previsto na obra é de R$1 milhão e o dinheiro a ser utilizado é oriundo de uma emenda parlamentar do deputado federal Júlio Delgado. A assinatura aconteceu em Belo Horizonte, no Tabelionato Triginelli, no 3º Ofício de Notas, onde o prefeito compareceu acompanhado do vereador Sebastião Ribeiro Neto, o Tião Neto (PDT).

A Policlínica Municipal, que levará o nome de Luzia Araújo em homenagem à profissional de saúde falecida em 2018, será uma unidade de atendimento ambulatorial, instalada em um prédio de dois pisos, construída para abrigar um espaço com funções administrativas e outro de consultórios de especialidades médicas e ainda não há prazo para a conclusão da obra. De acordo com a administração, a estimativa é que pode demorar de um a dois anos.

Segundo a administração, a antiga Cadeia Pública foi desativada em 2016 e, durante esse período de cinco anos, o imóvel ficou abandonado e se converteu em um problema de saúde pública, já que se tornou um local ocupado por pombos, animais peçonhentos e com mato. O imóvel fica na região central da cidade, em uma das principais vias públicas de Alpinópolis, a Rua Antônio Anacleto Resende.

Ainda segundo a administração, a doação do prédio ao município foi reivindicada ao governo do Estado logo após a desativação da antiga cadeia e, após a aprovação da lei autorizativa, a atual administração deu andamento ao processo.

Na nova unidade de saúde, a população deve contar com serviços diversificados de profissionais de saúde, incluindo médicos e enfermeiros de múltiplas especialidades e serviços como diagnóstico e de tratamento ambulatorial.

Fonte: Folha da Manhã

Leave a Reply