Geração de empregos continua negativa em Alpinópolis

O saldo de emprego com carteira assinada, registrado no mês de outubro, ficou negativo em Alpinópolis, segundo informações do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgado pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE). Foram fechadas 22 vagas de emprego no mês passado e, no acumulado do ano, são 23 postos de trabalho a menos na cidade.

Neste saldo desfavorável, registrado entre 1º de janeiro e 31 outubro, a Extração Mineral e a Construção Civil foram as áreas que mais demitiram, com 13 vagas a menos cada uma. Em seguida vem a Indústria de Transformação com -12, o Comércio com -11 e a Agropecuária com -7. O único setor que reagiu positivamente em 2018, até aqui, foi o de Serviços, que gerou 33 postos de trabalho.

Se o comparativo for feito com o mesmo período do ano passado a situação é ainda pior. Em 2017, nos dez primeiros meses do ano, havia um saldo positivo que contabilizava 33 contratações no município. Em 2018 são 661 contratações e 684 demissões, já em 2017 foram 716 admissões e 642 dispensas.

Na soma dos últimos cinco anos o resultado é igualmente negativo em Alpinópolis. Entre 2013 e 2018 foram registradas 55 vagas de trabalho a menos na cidade, contabilizando 5.229 admissões e 5.284 demissões. Neste período, o setor que teve pior desempenho foi o de Extração Mineral, que demitiu 141 trabalhadores, e o que respondeu melhor foi o de Serviços, com 236 contratações com carteira assinada.

Deixe uma resposta