Fugitivo troca tiros com a PM no Rosário, em Alpinópolis

troca_tiros_pmalpinópolis

Os militares do 3º Pelotão da PM em Alpinópolis trocaram tiros, no início da madrugada deste sábado (29), com um indivíduo que se esquivou de uma abordagem policial no Rosário. Após perseguição pelas ruas do bairro, o suspeito foi encurralado, abandonou o veículo, efetuou três disparos e fugiu por um matagal.

Era por volta da 0h50min quando, em patrulhamento de rotina realizado pela Rua Capitão Joaquim Bento, a PM se deparou com um veículo GM Monza, cor preta, placas de Passos/MG, conduzido pelo referido indivíduo, que apresentava comportamento suspeito. No momento em que recebeu ordem de parada, o homem desobedeceu e iniciou a fuga, em alta velocidade, sendo perseguido pela viatura.

O fugitivo seguiu em direção à rodovia MG-446 e, em determinado ponto da rua, entrou em um beco sem saída, onde acabou encurralado. Diante da situação, o homem desceu do carro, empunhou a arma e desferiu três tiros na direção dos policiais. A PM reagiu, disparando também contra o suspeito, porém este conseguiu fugir, se embrenhando por um matagal situado nas imediações de um depósito de pedras. Ninguém ficou ferido.

O carro foi abandonado e, dentro dele, os militares encontraram um coldre e um galão de plástico contendo aproximadamente cinco litros de álcool combustível (etanol). Diante da evidência, a PM se dirigiu até um posto de combustíveis, que se encontrava aberto naquele horário, onde buscou informações sobre o suspeito. Um dos frentistas afirmou ter atendido o mencionado indivíduo, confirmou a venda do etanol, porém disse que não se lembrava de suas características físicas. O estabelecimento, onde o suspeito adquiriu o combustível, possui sistema de monitoramento por câmeras de segurança, cujas imagens serão utilizadas para auxiliar na identificação.

O veículo abandonado foi apreendido e levado ao pátio credenciado do Detran em Alpinópolis. Apesar de estar com a documentação atrasada, o carro em questão não possui queixa de furto ou roubo. Até o momento, ninguém foi preso.

Deixe uma resposta