Estudantes de Alpinópolis produzem livros em culminância de projeto escolar

Na noite desta segunda-feira (03) o Instituto Educacional Padre Ubirajara Cabral (IEPUC) realizou um evento denominado “Café com Letras”, sendo a culminância do projeto “Tecendo Texto”, desenvolvido no decorrer do segundo semestre nas aulas de Língua Portuguesa e Produção de Textos, do 1º ao 5º ano do Ensino Fundamental. Ao final os estudantes produziram os próprios livros que foram apresentados à comunidade escolar em uma cerimônia ocorrida no Clube Serra Verde, em Alpinópolis.

O objetivo, segundo Regina Célia Damasceno, uma das professoras idealizadoras do projeto, visava oportunizar ações de leitura, prazer e estudo, envolvendo os diversos gêneros de discurso em oficinas de escrita. “Um dos propósitos dessa iniciativa foi salientar a importância da leitura e da escrita, do desenvolvimento da competência comunicativa e o papel da escola nesse processo”, explicou a educadora.

Durante seis meses os alunos entraram em contato com a crônica, o conto, a poesia, o acróstico e a lenda, gêneros textuais amplamente trabalhados. Autores como Luís Fernando Veríssimo, Carlos Drummond de Andrade, Fernando Sabino, Rubem Braga, Ruth Rocha, Cecília Meirelles, Monteiro Lobato, entre outros, foram largamente explorados no decurso do projeto. A partir desses conhecimentos prévios, os estudantes passaram para a escrita dos próprios textos e o resultado foi a produção dos livros encadernados.

O 1º ano, sob a instrução da professora Cynthia Araújo, elaborou o livro “Poemas e Acrósticos”. Os alunos do 2º ano, da professora Géssica Fernanda, optaram por produções individuais e “É tudo Lenda”, foi o tema da obra do 3º ano, que recebeu orientação da professora Vaninha Vilela. “Conto às Avessas” e “Histórias do 5º Ano”, foram os títulos produzidos pelos 4º e 5º anos, respectivamente, ambos coordenados pela professora Leila Moreira.

O evento contou ainda com apresentações artísticas, exposição dos trabalhos, contação de histórias e um coquetel oferecido ao final da cerimônia. A atriz Helena Amaral representou o conto “A menina que não sabia quem era”, de sua própria autoria, além de dirigir a encenação musical de “O Mundo do Faz de Conta”. O maestro Maicon Morais, professor de música do IEPUC, conduziu os alunos na interpretação de clássicos da MPB e, por fim, regeu os flautistas da escola no desfecho da solenidade.

Deixe uma resposta