Dois são presos após troca de tiros com a PM de Alpinópolis

Na madrugada da última sexta-feira (28) dois rapazes foram presos depois de trocar tiros com os policiais do 3º Pelotão da PM em Alpinópolis. O fato aconteceu após um deles ameaçar a ex-namorada e fugir logo em seguida, em companhia de um amigo, sendo perseguidos pelos militares. Ambos foram capturados nas imediações do bairro Itapiché, já no município de Carmo do Rio Claro, na rodovia que liga as duas cidades. Um dos indivíduos em questão esteve recentemente envolvido em outra ocorrência com arma de fogo, quando um homem foi atingido com um tiro nas nádegas.

Uma jovem, de 20 anos, acionou a PM relatando uma ameaça que teria sofrido por parte do ex-namorado, um rapaz de 26 anos, durante um evento realizado no parque de exposições de Alpinópolis. Após o final da festa, por volta das 4h50min, quando ela retornava para casa em companhia de outro homem, o ex-namorado, além de a perseguir em um veículo, uma VW Saveiro, de cor branca, também insistia em ligar em seu telefone celular. Neste momento o rapaz estava acompanhado de um amigo, de 19 anos, que ocupava o banco do passageiro.

Quando a viatura chegou ao local, na Rua Antônio Anacleto Rezende, e houve tentativa de realizar a abordagem, o motorista revidou e jogou o veículo para cima de um dos militares que, para evitar o atropelamento, teve que lançar-se ao chão. Assim começou a perseguição que teve início dentro da cidade – percorrendo as ruas Rondônia, Santíssima Trindade, José Jacinto Ribeiro, Ceará e Santo Antônio – e continuou na rodovia.

Já na estrada, quando o veículo era perseguido e trafegava em alta velocidade e periculosidade pela BR-265, sentido Carmo do Rio Claro, a viatura conseguiu se aproximar, oportunidade em foram ouvidos estampidos, possivelmente disparos de arma de fogo direcionados aos militares, que revidaram com quatro tiros. Para evitar os projéteis, a guarnição diminuiu a velocidade e acabou perdendo contato visual com os fugitivos. Foi solicitado apoio à fração policial carmelitana para a realização de cerco e bloqueio.

Instantes depois, o veículo foi novamente avistado, mas já apresentando estar sem controle, indo de um lado ao outro da estrada e com um dos pneus dianteiros danificado. O carro, que naturalmente reduziu a velocidade, foi em direção ao acostamento e só parou no momento em que colidiu com um barranco. Os militares deram voz de prisão aos dois, ocasião em que houve necessidade de uso da força e técnicas de imobilização para retirá-los do interior do automóvel, já que ambos apresentaram resistência.

O mais velho sofreu escoriações pelo corpo e um corte no supercílio, não sendo possível averiguar se eram provenientes da luta corporal ou do acidente. No outro indivíduo foi constatada uma pequena lesão no olho esquerdo. Este último declarou que não tinha nada a ver com o caso e estava apenas acompanhando o amigo, que o chamou para ir atrás de um homem que estava saindo com sua ex-namorada. Um dos policiais também foi ferido no braço e na mão esquerda. Os envolvidos passaram por atendimento no Hospital Cônego Ubirajara Cabral, onde foram lavrados dois laudos descrevendo os ferimentos. Também foi constatado que o motorista apresentava sinais de embriaguez.

Posteriormente, foi realizada uma busca na região do acontecimento dos fatos, objetivando encontrar a arma de fogo utilizada pelos autores, mas devido à mata alta e falta de visibilidade, nada foi achado.

A dupla foi presa em flagrante delito pelo cometimento dos crimes de homicídio tentado, ameaça, direção perigosa, resistência e lesão corporal. Ambos foram levados até a Polícia Civil da cidade de Passos, onde o delegado ratificou as prisões.

Deixe uma resposta