Confirmada primeira morte por H1N1 em Alpinópolis

h1n1_alpinópolisO Departamento Municipal de Saúde recebeu, na terça-feira (23), a confirmação do primeiro caso de morte por gripe H1N1 em Alpinópolis. A vítima da doença foi uma jovem gestante, residente no bairro Rosário, que faleceu no dia 20 de abril na Santa Casa de Misericórdia de Passos. A comprovação veio por meio de um laudo emitido pela Funed (Fundação Ezequiel Dias), de Belo Horizonte.

O primeiro atendimento recebido pela vítima, uma gestante de 21 anos, foi ainda no pronto-atendimento do Hospital Cônego Ubirajara Cabral, no dia 05 de abril, porém a jovem foi liberada e a suspeita inicial foi de que ela estaria com dengue. Três dias depois a gestante retornou ao hospital e, devido a complicações no quadro e verificação de outros sintomas, foi encaminhada para a Santa Casa de Misericórdia de Passos, onde foi internada já apresentando sinais de estar contaminada com a Influenza A (H1N1). Na ocasião foi feita a coleta de material biológico o qual foi enviado para análise na Funed, em Belo Horizonte, tendo o resultado saído apenas no começo da última semana.

Após 11 dias de internação a paciente veio a falecer devido ao agravamento do estado de saúde em função da doença. A gestação, que já estava em estágio avançado, obviamente foi interrompida e nasceu uma criança prematura que foi imediatamente encaminhada para a UTI Neonatal, onde permanece internada até a presente data.

Em nota o Departamento Municipal de Saúde comunicou que todas as providências foram tomadas por parte do município visando minimizar o problema. Segundo informações, após a transferência da paciente para Passos com os sintomas de H1N1, a equipe de profissionais da Vigilância em Saúde de Alpinópolis realizou um bloqueio nos familiares e contatos mais próximos da vítima, vacinando todos contra a doença com o objetivo de evitar a proliferação do vírus.

“Os profissionais da Vigilância em Saúde de Alpinópolis estiveram na Santa Casa de Misericórdia de Passos no dia 11 de abril, juntamente com a Vigilância Epidemiológica de Passos, para coleta de material biológico, que no mesmo dia foi encaminhado para FUNED em Belo Horizonte. A equipe de Alpinópolis, rapidamente, realizou o bloqueio, nos familiares e contatos mais próximos da jovem, vacinando todos contra a influenza A H1N1, a fim de evitar surto da mesma”, diz a nota.

O comunicado também esclarece que não houve mais ninguém infectado no município e alerta para a importância da continuidade das medidas preventivas.  “Com o bloqueio e a ajuda de todos os profissionais da Saúde de Alpinópolis, através de conscientização de hábitos de higiene e de prevenção e antecipação da vacinação, não houve disseminação do vírus H1N1 e mais ninguém foi infectado. Agora a vigilância continua em estado de alerta máxima para que não haja mais nenhum caso da doença. Dúvidas entrem em contato com a UBS de seu bairro ou com a Vigilância em Saúde Municipal. Evitar lugares aglomerados e fechados e lavar sempre as mãos são medidas importantes para prevenção dessa doença”.

Leave a Reply