Casos suspeitos de dengue aumentam no último mês em Alpinópolis

Mais dois casos suspeitos de dengue são registrados em Alpinópolis. O último boletim epidemiológico da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG), divulgado na segunda-feira, dia 1º de abril, aponta a presença de seis casos suspeitos na cidade. No levantamento anterior, feito em 25 de março, eram quatro ocorrências.

De acordo com o documento, a taxa de incidência de casos prováveis no município atinge 30,23 e é, portanto, classificada como baixa. Alpinópolis já possui um caso confirmado e notificado como dengue em 2019. A informação foi divulgada pela Prefeitura Municipal, por meio de uma nota emitida em fevereiro, na qual o Centro de Vigilância em Saúde atestou a ocorrência da doença na cidade.

Com seis casos registrados, a classificação dada ao município pela SES-MG – que incluiu todos os casos confirmados e suspeitos da doença – ainda é considerada baixa. Os registros foram feitos nos meses de fevereiro (um na 1ª e outro na 3ª semana) e de março (um na 2ª e três na 5ª semana).

O cálculo de incidência é realizado utilizando o número de notificações do município que é dividido pela quantidade de habitantes e multiplicado por 100 mil. Resultados abaixo de 100 são considerados de baixa incidência, de 100 até menos de 300 de média incidência e acima de 300 de alta incidência.

No ano passado apenas dois casos suspeitos foram registrados em Alpinópolis, nos meses de outubro e novembro. Por outro lado, em 2016, a cidade fechou o ano apresentando 237 casos suspeitos, números que colocaram o município, à época, na lista das localidades em situação com alta incidência da doença.

A Prefeitura de Alpinópolis vem intensificando algumas ações com o fim de evitar a proliferação do mosquito. No final de janeiro teve início uma operação denominada “Cata-Tudo”, quando um caminhão passa recolhendo entulho das residências da cidade todas as quartas-feiras. Também estão sendo emitidas notificações a proprietários de terrenos sujos na zona urbana do município.

Leave a Reply