Auxílio Emergencial já injetou mais de R$15 milhões na economia de Alpinópolis

O Auxílio Emergencial já injetou mais R$15 milhões na economia de Alpinópolis desde que começou a ser pago em abril, segundo informações do Portal da Transparência do Governo Federal. Em 25 cidades da região Sudoeste de Minas, o total transferido já superou os R$288 milhões distribuídos a mais de 123 mil beneficiários. Esses valores representam as parcelas já liberadas para saque.

O portal fornece os dados divididos por três grupos de beneficiários, conforme regras definidas na legislação: Programa Bolsa Família, Inscritos no Cadastro Único (CadÚnico) e não inscritos no Cadastro Único (ExtraCad). Estão publicados os recursos das parcelas pagas entre abril e agosto do Auxílio Emergencial.

Em Alpinópolis foram pagos R$15.494.400,00 para 6.428 pessoas, o que significa que 32,2% da população está recebendo o benefício, considerando a última projeção do IBGE que indica 19.958 pessoas vivendo na cidade. No país, até o momento, foram disponibilizados R$200 bilhões para quase metade dos brasileiros. Em Minas foram R$16 bilhões para 6.324.833 pessoas.

Na região, Passos é o município com maior número de beneficiários inscritos. Na cidade foram liberados quase R$64 milhões para 31.346 pessoas, o que representa 27,17% da população. Doresópolis é a localidade do Sudoeste de Minas com o menor número de contemplados —apenas 486 pessoas— e o valor integral dos repasses foi de R$1,23 milhão até agora.

O Auxílio Emergencial é um benefício financeiro concedido pela União e destinado aos trabalhadores informais, microempreendedores individuais (MEIs), autônomos e desempregados. O pagamento foi criado como medida para diminuir os impactos econômicos causados pela pandemia de covid-19. O sistema é gerenciado pelo Ministério da Cidadania e a distribuição dos recursos é feita pela Caixa Econômica Federal.

O Governo Federal estabeleceu uma nova etapa de transferências, com base em análises dos cadastros já efetivados, para definir quem deve continuar a receber o pagamento até o fim do ano, em parcelas reduzidas a R$300.

Leave a Reply