Alpinópolis tem saldo negativo na geração de empregos no primeiro quadrimestre

Dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados na última semana, mostram desempenho desfavorável de Alpinópolis em relação à geração de empregos em 2020. Segundo o levantamento, o saldo líquido de emprego formal no município ficou negativo em 40 vagas no acumulado do ano. Na região, apesar da maioria das localidades também registrar retração, houve criação de novas vagas em 10 cidades.

Em Alpinópolis, neste primeiro quadrimestre, foram contabilizados 229 desligamentos contra 189 admissões feitas, resultando num saldo negativo de 40 vagas de trabalho. Já no mês de abril, último período analisado, foram suprimidos 35 empregos formais na cidade, sendo 26 admissões e 61 desligamentos.

No Sudoeste e Minas, nos quatro primeiros meses de 2020, foram 8.800 contratações e 9.894 rescisões, o que acabou gerando um saldo negativo com o fechamento de 1.094 postos de trabalho. Só no mês passado foram registradas 2.728 demissões frente às 1.018 admissões na região.

Na contramão da tendência de crise, algumas cidades da região ainda se destacam pela geração de empregos. É o caso de Guapé, que já abriu 149 novos empregos formais no acumulado do ano. Outros municípios que, ao contrário de Alpinópolis, tiveram saldo positivo entre janeiro e abril são: Campo Belo (+108), Boa Esperança (+68), Delfinópolis (+55), São Roque de Minas (+50), Nova Resende (+50), São José da Barra (+13), Carmo do Rio Claro (+10), São João Batista do Glória (+2) e Capetinga (+2).

Leave a Reply