Alpinópolis arrecada mais de R$ 79 mil com feijoada em prol do Hospital do Câncer

comissão_alpinópolis_HRC

Foi realizada em Alpinópolis, no dia 9 de julho, a segunda edição da feijoada em prol do Hospital Regional do Câncer de Passos (HRC). Na mesma data foi promovida uma cavalgada, de iniciativa da Associação dos Cavaleiros de Alpinópolis (ACA), e também teve início a segunda campanha do café, esta última visando sensibilizar os produtores rurais a doar sacas do produto para contribuir com a causa. O evento aconteceu no parque de exposições “Vicente José Freire” e foi organizado pela Comissão do HRC de Alpinópolis.

Segundo Viviane Oliveira, uma das coordenadoras da ação, o evento de 2017 superou as expectativas e reuniu milhares de pessoas no parque, conseguindo arrecadar mais de R$ 79 mil, quantia repassada integralmente ao HRC. Paciente do hospital há mais de quatro anos, ela conta que abraçou a causa, juntamente com outros voluntários de Alpinópolis, e o grupo tem conseguido ajudar a entidade a dar sequencia no trabalho de tratar as pessoas que lutam pela vida. “Nós, da comissão, ficamos emocionados ao ver o envolvimento da população e muito felizes com a arrecadação da feijoada. Nosso objetivo é ajudar o HRC a captar recursos para dar continuidade no tratamento de milhares de pessoas que lutam pela vida, já que o valor repassado pelo SUS acaba sendo insuficiente e o apoio da comunidade é fundamental. Atualmente cerca de 50 municípios dependem do HRC que, infelizmente, não conta com o apoio da maioria das prefeituras, inclusive a da nossa cidade”.

A comissão de Alpinópolis, que no início era composta por sete pessoas e hoje possui mais de 30 membros, caminha junto da direção geral do HRC, que oferece suporte e orientação no cumprimento das atividades. A reunião de organização para o evento deste ano foi realizada no salão do Hotel Ventania, que gentilmente cedeu o espaço, onde Elidiane Rodrigues de Lima, supervisora do setor de captação de recursos do HRC, primeiramente apresentou a prestação de contas do ano de 2016, depois os números de atendimentos da entidade e, por fim, expôs as metas para 2017. Na oportunidade foi determinada a data para a realização da feijoada e, ainda, firmada pareceria com a associação de cavaleiros local.

De acordo com os números fornecidos pela administração do HRC, 290 pacientes alpinopolenses são submetidos a tratamento atualmente e 4.268 atendimentos foram gerados no ano de 2016. Alpinópolis foi a quarta cidade mais atendida em toda a região, ficando atrás somente de Passos, São Sebastião do Paraíso e Carmo do Rio Claro.feijoada_hrc_alpinópolis_3

O evento promovido em 2017 reuniu milhares de pessoas que consumiram mais de 1,5 toneladas de feijoada. Foram vendidos 3.567 ingressos e os ingredientes foram doados pelo comércio e entidades, sendo que centenas de voluntários atuaram nos trabalhos de organização e preparo dos alimentos. O total exato arrecadado, e repassado ao HRC, foi de R$ 79.637,80. Os resultados da campanha do café ainda não podem ser contabilizados, já que a ação se estende até o final do ano e ainda está recebendo contribuições. Em clima de confraternização e solidariedade, a tarde do dia 9 de julho foi repleta de música, contando com artistas locais e regionais, sendo iniciada com a cavalgada promovida pela Associação dos Cavaleiros de Alpinópolis.

feijoada_hrc_alpinópolis_1

A coordenadora Viviane Oliveira conta emocionada que abraçou a causa, pois almeja que as pessoas, tanto as que estão em tratamento como as que ainda irão iniciar, tenham a dignidade de receber um bom atendimento e possam ter a oportunidade de lutar pela vida, como acontece com ela própria. “Há cerca de quatro anos fui diagnosticada com câncer de mama e, logo em seguida, dei entrada no HRC para iniciar meu tratamento. No começo foi muito difícil, mas logo os funcionários fizeram a diferença e eu me sentia em casa. Fui prontamente acolhida e preparada para enfrentar os desafios com o apoio que recebi nesse lugar. Sigo meu tratamento e optei por levantar essa bandeira para que todos tenham essa mesma oportunidade que eu. Em nome dos seis mil pacientes, peço a todas as pessoas que continuem contribuindo para dar sequencia a esta tão nobre causa que salva vidas”.




SOBRE OS COMENTÁRIOS

Este é um espaço de diálogo e troca de conhecimentos que estimula a diversidade e a pluralidade de ideias e de pontos de vista. Não serão publicados comentários com xingamentos e ofensas ou que incitem a intolerância ou o crime.

Os comentários devem ser pertinentes ao tema da matéria e aos debates que naturalmente surgirem. Mensagens que não atendam a essas normas serão deletadas - e os comentaristas que habitualmente as transgredirem poderão ter interrompido seu acesso a este fórum.



Importante: Os editores não farão aviso prévio em relação a exclusão ou não aprovação de comentários.