Alpinopolenses em audacioso projeto na Coréia do Sul

Que Ventania é terra de gente inteligente e talentosa não é segredo pra ninguém. Mas até onde se projeta essa capacidade do povo alpinopolense? Estaria ela limitada aos 455 km² do nosso território municipal? Expandir-se-ia por todo o estado de Minas Gerais? Quem sabe jogada por todo esse imenso Brasil? Ou será que Ventania já ganhou o mundo? Quem optou pela última alternativa acertou em cheio. Tem alpinopolense se destacando mundo afora e, infelizmente, a maioria de nossa população não sabe disso.

Alpinopolenses integram a Equipe da QGOG na Coréia do Sul

Exemplo é o envolvimento de gente nossa em um mega empreendimento que atenderá a um dos projetos mais ambiciosos em andamento no Brasil: a exploração do pré-sal. Os jovens alpinopolenses Luciano Faria e José Reinaldo Vilela, são parte da equipe da empresa Queiroz Galvão, que participou da construção dos navios-sonda Amaralina Star e Laguna Star, projetados para operar em águas ultraprofundas. Esta corporação, que é uma subsidiária da QGOG Constellation, empresa de controle brasileiro prestadora de serviços de perfuração e de produção no setor de óleo e gás, que atua na cidade de Geoje – Coréia do Sul, afretará as embarcações à Petrobrás que por sua vez as utilizará na exploração da área do pré-sal.

Reinaldo e Luciano (à frente)

Longe da família e dos amigos, os dois eletrotécnicos alpinopolenses falam sobre a vida nesse distante país asiático e sobre o projeto. “Viver em um país com costumes tão diferentes dos brasileiros é realmente difícil. O mais estranho de tudo é a comida e chego ao extremo de dizer que é impossível se adaptar a ela. Há também a dificuldade de haver permanecido tanto tempo longe dos amigos e familiares, porém participar desse grande projeto é muito gratificante, é uma oportunidade única”, afirma José Reinaldo, que já está de volta ao Brasil desde julho.

Luciano, que permaneceu até o dia 12 de setembro na Coréia e, nesse momento, volta ao Brasil a bordo do Laguna Star, embarcação que ajudou a construir, relata que é um orgulho fazer parte desse empreendimento e ter vivido uma rica experiência pessoal na Ásia, mas que está feliz da vida por voltar ao Brasil e rever os amigos, a família e a namorada.

Navio-sonda Laguna Star

“Participar desse projeto, de construção de navios no segundo maior estaleiro do mundo (Samsung Heavy Industries), com a tecnologia mais avançada do mercado é sem duvida um grande passo para a carreira de qualquer profissional, e eu tenho orgulho de fazer parte da equipe da Queiroz Galvão Óleo e Gás. Na Ásia tive oportunidade de conhecer a cultura de alguns países que visitei mas nada como o bom e velho Brasil e, principalmente, a Ventania. Estamos embarcados, em viagem rumo a nosso país, seguindo uma rota que vai primeiramente até as Ilhas Maurício (na costa africana), depois até Dubai, nos Emirados Árabes e finalmente ao Brasil, em uma navegação que durará em média 54 dias. Estou ansioso para rever minha família, os amigos e, claro, minha namorada”, diz Luciano.

Leave a Reply