Adesão ao voto biométrico ainda é baixa em Alpinópolis

O cadastramento biométrico dos eleitores registrados na 10ª Zona Eleitoral, situada em Alpinópolis, ainda é considerado baixo e alcança menos de 4% do eleitorado do município. A adesão ao voto por biometria não é obrigatória na região, portanto, eleitores que não optarem pelo cadastramento não pagarão multa e nem terão seus documentos cancelados.

Minas Gerais registrou o segundo menor índice estadual de cadastramento biométrico do país. De acordo com os dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), até a última sexta-feira (06), somente 4,1 milhões dos 15,7 milhões de eleitores aptos no estado tinham aderido à biometria, o que representa um total de 26,05% de cidadãos qualificados a votar. No município de Alpinópolis os dados apontam um total de 15.348 eleitores aptos e apenas 601 adesões à biometria.

No topo da lista de estados com maiores índices de cadastros, estão Tocantins e Goiás; ambos apresentaram 99,94% e 99,86% de adesão. Para o diretor-geral do Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais (TRE-MG), Adriano Denardi, a baixa colocação do estado no ranking nacional do cadastramento biométrico pode ser explicada por dois motivos: o território vasto, o que dificulta o alcance da parcela da população que vive em áreas rurais, e a descrença em relação a situação política atual do país.

Tarcísio Simões Amorim, chefe de cartório em Alpinópolis, concordou com a justificativa de Denardi, e também percebeu a baixa procura pelo Cartório Eleitoral. Segundo ele, até o momento, entre as pessoas aptas a votar em Alpinópolis, apenas 601 eleitores foram submetidos ao cadastramento e, em São José da Barra, 4,42% dos 6.249 eleitores estiveram no TRE com esta finalidade.

 

ELEITORADO EM ALPINÓPOLIS

Sobre os eleitores de Alpinópolis, os números da Justiça Eleitoral indicam que algo em torno de 40% tem idade entre 25 e 44 anos e não terminou de cursar o Ensino Fundamental. Também pode ser verificado que o eleitorado masculino ainda é predominante e que a quantidade de votantes aumentou 0,55% em relação à última eleição municipal, ocorrida em 2016.

Os dados disponibilizados pelo TSE fornecem características sobre faixa etária, gênero, grau de instrução e evolução do eleitorado. Confira abaixo as estatísticas detalhadas que traçam o perfil atual do eleitor alpinopolense:

 

FAIXA ETÁRIA

-Entre 16 e 24 anos: 2.284 eleitores (14,88%)

-Entre 25 e 44 anos: 5.969 eleitores (38,89%)

-Entre 45 e 59 anos: 3.926 eleitores (25,57%)

-Acima dos 60 anos: 3.169 eleitores (20,64%)

 

GRAU DE INSTRUÇÃO

-Ensino Fundamental incompleto: 6.243 eleitores (40,67%)

-Ensino Médio incompleto: 3.888 eleitores (25,33%)

-Ensino Médio completo: 1.805 eleitores (11,76%)

-Apenas lê e escreve: 1.097 eleitores (7,14%)

-Ensino Fundamental completo: 964 eleitores (6,28%)

-Analfabetos: 652 eleitores (4,25%)

-Ensino Superior completo: 481 eleitores (3,13%)

-Ensino Superior incompleto: 215 eleitores (1,4%)

-Não informado: 3 eleitores (0,02%)

 

GÊNERO

-Homens: 7.811 eleitores (50,89%)

-Mulheres: 7.530 eleitoras (49,06%)

-Não informado: 7 eleitores (0,05%)

 

EVOLUÇÃO DO ELEITORADO

-2008: 13.975 eleitores

-2010: 14.279 eleitores

-2012: 14.643 eleitores

-2014: 14.790 eleitores

-2016: 15.264 eleitores

-2018: 15.348 eleitores

Leave a Reply