A missionária alpinopolense Lourdinha Patrocinio

lurdinha patrocínio

Maria de Lourdes do Patrocínio é uma religiosa alpinopolense, freira missionária, que vive atualmente no Quênia, país da África Oriental. Lourdinha, como é carinhosamente conhecida em nossa cidade, como membro da Igreja Católica, foi chamada para missões extraordinárias e, nesta oportunidade, compartilha com os leitores um pouco desta vida tão rica e abundante de solidariedade e amor ao próximo.

O CHAMADO

Lourdinha conta que tudo começou nas Santas Missões Populares dos Redentoristas, em 1974, quando trabalhou auxiliando nos movimentos missionários. A partir dali o desejo de servir ficou impresso em seu coração, o que culminou em sua entrada definitiva, em 1978, na Congregação das Irmãs Missionárias de Jesus Crucificado, fundada na cidade de Campinas e que tem como lema “Discípulas de Jesus hoje, na periferia do mundo, a serviço e em defesa da vida.

MISSÃO NO CHILE

Nossa conterrânea esteve por 10 anos em missão no Chile. Com brilho nos olhos ela relata que conheceu este país num momento muito difícil de sua história, quando foi vítima de uma das maiores tragédias já ocorridas nos tempos modernos, sendo a destruição causada pelo terremoto de Algarrobo, que atingiu a capital com 8 pontos na Escala Richter. Também conta como foi o drama do assassinato dos professores chilenos e das mortes do Rio Mapuche, acontecidas pela violência cruenta da ditadura de Pinochet. Irmã Lourdinha completou a sua missão em um Chile muito diferente daquele que encontrou nos anos 70. Em 1995 o país já havia banido a ditadura e vivia tempos de liberdade.

MISSÃO NO EQUADOR

Quando esteve presente em missão neste país, foi testemunha de um fenômeno social, que ao princípio parecia ser positivo, mas acabou se revelando algo muito triste. Trata-se de um período em que houve uma migração em massa de indígenas para os EUA, objetivando lutar por melhores condições de vida. Porém a esperança dos pais se tornou a tristeza dos filhos, devido a desintegração da célula familiar. Muitas vezes as crianças eram deixadas aos cuidados dos avós, vizinhos ou amigos e acabavam por tornarem-se órfãos de pais vivos. Trabalhou na formação e no desenvolvimento cultural destas crianças.

MISSÃO NA ÁFRICA

Irmã Lourdes do Patrocínio está em missão no Quênia e foi parar na África graças a uma reivindicação feita pelo bispo de Lodwa, solicitando que lhes fossem enviadas pessoas em condições de contribuir com os cuidados destinados às crianças do local. Nossa conterrânea foi conduzida para esta região africana para iniciar os trabalhos comunitários com as famílias e crianças em situação de grande pobreza. A missionária descreve que, apesar de todas as dificuldades e a falta de itens que consideramos básicos para sobreviver (água, saneamento, energia elétrica, etc) essa pessoas extraem de suas almas uma grande força e alegria de viver. Algumas realizam uma caminhada diária de 6 quilômetros para buscar água em uma fonte e, para o espanto de muitos, vão e voltam cantando, carregando o precioso líquido em pequenos boiões que servem, também, como instrumentos de percussão. Indagada sobre como mantém diálogo com os nativos africanos, explicou que se comunica pelo idioma oficial do país, que é o inglês, em virtude da ocupação colonizadora da Inglaterra naquele território. Esclareceu ainda que nessa região são faladas também as línguas suarriling e turkana, espécies de dialetos tribais.

ALPINÓPOLIS

Perguntada se algum dia pretende voltar a viver em Alpinópolis, Lourdinha levantou os olhos e disse, sem pestanejar, que não. Explicou que não espera que isso aconteça, pois é uma missionária e sempre aguarda pelo próximo chamado para atender a alguma comunidade que necessitará de seus serviços.

UMA MENSAGEM

Lourdinha diz que almeja deixar o legado da alegria que afirma sentir por haver atendido ao chamado de ser missionária, de viver o Evangelho no meio dos mais necessitados, ali onde Jesus está presente e espera uma resposta de todos nós para que os povos tenham mais vida.

Deixe uma resposta